terça-feira, 19 de junho de 2012

COBRAS VENENOSAS DO BRASIL

POISONOUS SNAKES OF BRAZIL


Existem diversos tipos de aventuras mas esse blog comenta principalmente aquelas que tem contato com a natureza como trekking, acampamento, acampamento no estilo sobrevivência e outros. Quando estamos exposto em ambientes selvagens, as vezes ate virgens, sempre estamos ao alcance de animais perigosos. Hoje falaremos das cobras!


As cobras venenosas do Brasil são as seguintes:


Jararaca

A jararaca é na verdade um gênero de muitas serpentes. Popularmente, as espécies são denominadas de jararacas. São serpentes peçonhentas, e causam muitos acidentes no Brasil e nos outros paises onde se distribuem, com altas taxas de botes (picadas) e mortalidades. As diferentes espécies apresentam diferenças nos padrões de coloração e tamanho, ação do veneno, dentre outras características. Atualmente, 32 espécies são reconhecidas, mas vez por outra ainda se descobrem novas especies portanto cuidado para não ser picado!!

Jararaca - Caiçaca
Caiçaca é mais uma espécie de jararaca. Popularmente pode ser chamada de Caiçaca, Caissaca, Caiçara, Jacuruçu ou Jararacão. Habita principalmente a vegetação de cerrado e a mata das araucárias (As Matas de Araucárias são encontradas mais na Região Sul do Brasil e nos pontos de relevo mais elevado da Região Sudeste)




Memorize o padrão de sua pele


Jararaca - Urutu 


Bothrops alternus, conhecido vulgarmente como urutu, urutu-cruzeiro, cruzeiro e cruzeira, é da mesma família da jararaca, cascavel e surucucu, que ocorre no Centro-Oeste e no Sul do Brasil, como também no Uruguai, Paraguai e Argentina. 

A Urutu-Cruzeiro é uma cobra grande, chegando a medir 1,70m, mas raramente ultrapassa 1,20m.
É de hábitos noturno e pode também ser encontrada no fim da tarde, no por do sol. 




 Memorize o padrão de sua pele!


Jararaca - Cotiara

A Cotiara (Rhinocerophis cotiara) é uma serpente venenosa da família das jararacas, encontrada na Argentina e no Brasil. 

Possui cerca de 80 cm de comprimento e coloração verde-olivácea, com manchas marrons, margeadas de preto. 
É uma espécie terrestre, associada às matas de pinheiro-do-paraná. Também é conhecida pelos nomes de boicoatiara, boicotiara, boiquatiara,coatiara, jararaca-de-barriga-preta, jararaca-preta e quatiara.





Jararacuçu 

Jararacuçu, jararacuçu-verdadeiro, surucucu, surucucu-dourada, surucucu-tapete, urutu-dourado, urutu-estrela e patrona. De até 2 m de comprimento e coloração dorsal variável entre cinza, rosa, amarelo, marrom ou preto, com manchas triangulares marrom-escuras. As jararacuçus costumam tomar sol para se aquecerem durante o dia e preferem caçar à noite.



Cascavel 

Cascavel é o nome genérico dado às cobras venenosas de um género especifico(Crotalus e Sistrurus). As cascavéis possuem um chocalho característico na cauda. A finalidade do som produzido pelo guizo é de advertir a sua presença e espantar os animais de grande porte que lhe poderiam fazer mal. É uma ótima chance de evitar o confronto

                  



Surucucu 


Vulgarmente conhecida como surucutinga, surucucutinga, surucucu-de-fogo, surucucu-pico-de-jaca e cobra-topete, é a maior cobra peçonhenta da América do Sul.





Cobra-coral

As corais são serpentes de pequeno porte, facilmente reconhecidas por seu colorido vivo. Há corais peçonhentas (Micrurus) e não-peçonhentas (Erythrolamprus, Oxyrhopus e Anilius), mas é difícil a distinção, possível apenas pelo exame minucioso da posição das presas ou da qualidade dos desenhos (anéis). É também conhecida pelos nomes cobra-coral-venenosa, coral-venenosa, coral-verdadeira, ibiboboca, ibiboca e ibioca.


Não sei se o ditado é verdadeiro mas dizem que para diferenciar a falsa coral da verdadeira, a venenosa, você deve fazer o seguinte... diz o ditado:
"Vermelho no preto falsa coral vermelho no branco pode te matar"


Por fim lembre-se:


Peça para alguém capturar a cobra, se não for possível captura-la com segurança mate-a (mas só se isso puder ser feito sem colocar a outra pessoa em risco). Coloque a cobra em um saco e leve-a ao hospital com você, pois isso vai permitir que a equipe médica identifique a cobra corretamente e use o soro correto.

Mantenha-se calmo, imóvel e aquecido. Tente não entrar em pânico, pois o nervosismo estimula o coração a bombear mais sangue, o que só vai ajudar a aumentar a velocidade com que o veneno é espalhado pelo seu corpo. Procure respirar profunda e vagarosamente.

Se a picada foi nas pernas ou braços, retire anéis, pulseiras, sapatos ou meias, pois as extremidades podem inchar. Se possível, fique deitado e imobilize os membros, elevando-os a uma posição acima do restante do corpo.



NÃO aplique gelo, NÃO corte o local da picada com uma faca e NÃO tente chupar o veneno da ferida. Estes métodos ultrapassados de tratamento não ajudam em caso de mordida de cobra.


Peça ajuda. Se você for envenenado, pode ser que comece a se sentir tonto. Não tente ir sozinho ao hospital.

VEJA TAMBÉM: 

INSETOS E OUTROS SERES VENENOSOS DO BRASIL 


A COBRA MAIS VENENOSA DO BRASIL



7 comentários:

  1. Como é que vocês, que incentivam o contato com a natureza e a vida selvagem, orientam as pessoas a matarem as cobras quando as encontrarem? Estão malucos? Muitas dessas víboras são de matas fechadas e as pessoas é que entram em seus territórios. Além disto, existem espécies que estão nas listas de animais em ameaça de extinção. Como pessoas ligadas à natureza, vocês não deveriam incentivar esta prática. O correto é: entrou em contato com uma cobra venenosa ou não, procure afastar-se dela, sem se colocar em perigo ou ao animal.

    ResponderExcluir
  2. Concordo.Errado matar cobras. Ligue para policia ambiental e peca para que alguém retire o animal!!!!

    ResponderExcluir
  3. ei wagner o sr tá viajando, a orientação é certa. tem que matar e levar para o hospital, se o cara tiver tecnica leva a cobra viva e depois "devolve o bichinho pra natureza se nao o wagner vai ficar triste.

    ResponderExcluir
  4. Uma coisa é a preservação do animal, outra coisa é um ser humano ser picado não conhecer nada sobre o animal e morrer por não poder mata-la. E outra muitas pessoas moram em fazendas e não pediram uma visitinha de serpentes! Então WAgner espero q se um dia for picado q vc entenda bem de cobra ta pra poder discernir qual picou vc..

    ResponderExcluir
  5. Estou de pleno acordo em não matar o pobre bicho, eles estão lá, no território deles, se você invadiu, deve arcar com as consequencias. Procurem informações à respeito de picadas de cobras, hoje em dia é muito difícil não ter acesso à socorro em tempo hábil para a salvação da vitima. Estive hoje no Instituto Butantan e existem muitas pessoas envolvidas com cobras, incluisive estudando para desenvolverem remedies para outras doenças, Informe-se, seja conhecedor das espécies e das reações do veneno de cada uma delas e vai mudar de opinião, não precisam ser sacrificadas.

    ResponderExcluir
  6. Gente eu acho assim se Vc estiver em perigo cm a cobra prestes à lhe picar e ñ der de vc se afastar eu acho qe é necessário matá...Tipo se uma cobra vinhese me picar e se ñ tiver cm eu fugir, Cm certeza eu iria matá-la ...Mas eu acho muito errado matar uma cobra por mas qe ela seja venenosa é errado matar...

    ResponderExcluir
  7. CarlosMatadôDiPernelongo15 de abril de 2015 19:48

    Ói, eu acho qui num é bao mata o bixinho sem motivo!
    Si num sabe o nome da bobra, é só cata éla ( num tem pirigo purque éla já ti mordeu mesmo ), e i puxando a pele da cabeça dela até o rabo( num tem problema, u bixinho troca de pele mesmo ), depois é só sopra e enche di argudão i leva pru médico sabe qui cobra era.
    Num pode mata sem necessidadi, um cumpadi meu mato uma só purque ela olho feiu pra ele, burru! Nu dia siguinte ele foi faze u armoço e num tinha linguiça, si num tivesse matado a cobra ia pude come arrois cum linguiça.

    ResponderExcluir

Por Favor Deixe Sua Opnião!